Site Overlay

Design Gráfico – Uma boa imagem ajuda a confiarem na sua marca!

A sua imagem, assim como os elementos gráficos que acompanham a sua marca, são importantes pilares da estratégia de marketing da sua empresa!

“O que significa isso?” – É simples!

A parte visual da marca é o que entra, em primeiro plano, em contacto com o seu cliente. Ele, por sua vez, processa os seus elementos com elevada rapidez! O que é importante, numa altura em que não temos tempo para “ver” tudo ao que somos expostos.

Mesmo antes de visualizar os seus conteúdos, procurar pelos seus produtos ou serviços, o seu público-alvo já processou a sua imagem, e dela já retirou as suas primeiras impressões… e a primeira impressão conta muito! Essas impressões têm de ser, primeiramente, positivas! Para além de conquistarem a confiança do público-alvo, e ainda transmitirem o que realmente é o seu negócio.

Primeiro de tudo, deverá saber que elementos gráficos são estes de que falamos. Estes elementos podem encontrar-se tanto online como offline, devem transmitir de forma clara a mensagem que pretende transmitir, e ainda devem ser coerentes entre si. Nomeadamente, entre:

  • O seu logotipo;
  • O seu website;
  • A imagem das redes sociais;
  • Os seus conteúdos; e
  • Os seus materiais gráficos (cartões de visita, flyers, banners, outdoors, entre outros).

É a partir do conjunto destes elementos, representativos da sua empresa, que o seu cliente, de uma forma mais imediata, cria ou não empatia com o seu negócio. Ou seja, é uma parte significativa do processo de tomada de decisão de compra.

Toda esta informação pode parecer arrebatadora. – “Por onde devo começar?”

Bem… primeiro que tudo, e sendo que o cliente é a parte mais importante de toda a estratégia, pois é para ele que trabalhamos, a imagem tem de chamar à sua atenção e transmitir um conjunto de emoções positivas.

Ou seja, iniciar o processo de criação dos elementos gráficos da sua marca exige, em primeiro lugar, saber quem é que queremos atrair, para depois decidirmos o que lhe desejamos transmitir.

Chegar a essa imagem ideal exige bastante pesquisa, para além da capacidade de definir, de uma forma clara, quem é o seu público-alvo e o que este valoriza e espera de si.
Assim, é importante definir:

  • Quem é o público-alvo?
  • Quais são as suas dificuldades?
  • Onde é que ele está?
  • O que é que ele valoriza?

Não aja sozinho! Encontre um parceiro na área do Design Gráfico, e construa uma imagem que perdure no tempo.

A construção visual da sua marca vai ter de perdurar no tempo, para além de estar presente em todos os seus meios de comunicação! Sendo, para além de uma decisão, um trabalho bastante importante para o seu negócio. Por mais que saiba definir quem quer atingir, e o que quer transmitir, poderá ser necessária a sensibilidade de um designer gráfico.

O designer gráfico vai “pegar” no que definiu e, com os seus conhecimentos e experiência com fundamentos do design, elabora uma imagem adequada ao impacto que pretende ter no mercado.

Lembre-se… este trabalho, quando bem feito, vai ajudar os seus clientes a reter a sua marca na memória!

“Que fundamentos são esses e como impactam a imagem da minha marca?!”

Vejamos de seguida, quais são os fundamentos básicos, e como é que eles podem impactar, positiva ou negativamente, a sua marca.

As Cores da sua marca

O conjunto de cores que decide utilizar em todos os seus materiais gráficos devem ter, essencialmente, três propósitos:

  • Atrair a atenção do cliente – O que pode ser feito através do contraste das cores e do que estas significam;
  • Atribuir sentido estético – O que consiste em combinar diferentes cores, tendo em conta o que é mais apelativo ao olhar;
  • Dar significado – Cada cor transmite certas sensações e emoções! Antes de selecionar as suas, pense bem no sentimento que quer transmitir, ou despertar, no seu público-alvo.

Tirar o máximo partido das imagens

Todos conhecemos a célebre expressão “uma imagem vale mais do que mil palavras”! Efetivamente, uma imagem só, tem a capacidade de despertar um grande conjunto de emoções!

Assim, é importante ter em atenção o que pretende transmitir e saber se essas imagens ajudam, ou não, a estabelecer a sua imagem.

Vejamos algumas dicas para utilizar boas imagens:

  • O púbico é mais sensível a imagens que incluam pessoas, pois ajudam a criar uma conexão emocional;
  • É importantíssimo que as imagens que utiliza tenham boa qualidade, pois reflete-se na perceção de qualidade e confiança que os clientes tenham da sua marca;
  • Testar, testar e testar em todos os dispositivos, principalmente em mobile, visto que é onde os consumidores navegam mais tempo;
  • Imagens reais do seu negócio também transmitem confiança para o seu cliente. Se necessário, contrate uma empresa com serviços de fotografia, para que possa tirar o máximo partido das imagens.

Fontes, tipos de letras e o que transmitem!

Sabia que até mesmo os tipos de letra que utiliza podem transmitir certas impressões, no seu público-alvo? É verdade!

Investir em fontes, ou tipos de letra, que se adequem ao seu tipo de negócio é uma mais-valia para criar uma boa imagem de marca!

Assim, é importante que algumas boas práticas de tipografia sejam seguidas:

  • Escolher apenas 2 ou 3 famílias de fontes para utilizar na sua marca, o que vai fazer com que haja uma coerência entre os elementos gráficos e o público associe aquele tipo de letra à sua marca, aumentando a recordação;
  • Diminuir ao máximo a variedade de fontes numa só imagem ou página, isto torna os seus elementos mais clean e apelativos;
  • O contraste entre a cor da letra e do fundo tem de ser eficiente, para que a leitura seja fácil e percetível.

Compor tudo numa imagem sólida e coerente

Por último, mas não menos importante, a conjugação de todos os elementos clarificados anteriormente é a chave para um design eficiente. Vejamos, também, as boas práticas que devem ser seguidas:

  • Remover o ruído – Ao retirar todos os elementos extra, e deixar apenas aqueles que são estritamente essenciais para a construção da sua imagem de marca, vai fazer com que o público se foque naquilo que é realmente importante;
  • Guiar o público-alvo – É importante dispor os elementos por uma ordem lógica de navegação/leitura. Assim, consegue mostrar-lhe o que quer que vejam pela ordem que pretende e ele próprio vai sentir-se “guiado”;
  • A escala é bastante importante – Cada elemento deve ser disposto com o tamanho coerente com o destaque que se pretende dar. Isto faz com que o foco do público-alvo se mantenha no que é mais importante e apelativo e os outros elementos funcionam como auxiliares para a compreensão do elemento gráfico no seu todo;
  • Alinhar tudo ajuda a alinhar o pensamento – Tenha brio no alinhamento de todos os elementos dos seus materiais gráficos! Isso vai refletir-se na imagem que o seu público-alvo cria da sua marca. Alinhamentos tratados com cuidado, transmitem sobriedade e solidez.

Para concluir as nossas dicas, queremos apenas referir que investir num design simples e intuitivo é uma mais-valia para estabelecer uma marca coerente e coesa.

Tire o máximo proveito dos seus elementos, transmita confiança ao seu público, e lembre-se… Quando sente confiança numa marca, e gosta dos seus produtos/serviços, tem uma probabilidade muito elevada de recomendar a outros.

A criação dos elementos gráficos da sua empresa não é um trabalho que deve ser feito de ânimo leve! Se sentir que necessita de ajuda, procure a intervenção de um profissional.

Despeço-me, convidando-o a visitar o nosso site, recém divulgado, e a conhecer os nossos serviços! Estamos ansiosos pela sua visita e, quem sabe, por conhecer a sua marca! Se tiver alguma sugestão ou questão, envie-nos mensagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll Up