Site Overlay

Como planear uma estratégia de Marketing de Conteúdo?

Como planear uma estratégia de Marketing de Conteúdo?

Em artigos anteriores, falei sobre assuntos tais como: a importância do Marketing de Conteúdo; e a importância do SEO (Search Engine Optimization) na correta implementação de uma estratégia deste tipo. No entanto, podemos concordar que estes artigos, tratam-se de analises um pouco teóricas…

Assim, decidi compilar um conteúdo mais prático para partilhar consigo. O objetivo passa por ajudá-lo a criar e a implementar uma estratégia de Marketing de Conteúdo na sua empresa, mas fazendo-o de uma forma simples e descomplicada. Para que tal aconteça vamos passar por algumas fases essenciais:

  • Vamos definir a PERSONA;
  • Vamos definir as metas e objetivos;
  • Vamos definir as Keywords e tópicos que “guiarão” o conteúdo;
  • Por fim, vamos planear os conteúdos.

Apenas uma chamada de atenção… este artigo pode ser implementado por empresas em atividade, por negócios recém-criados, ou até por pessoas que estão a planear abrir o seu negócio. No entanto, é importante que já tenha umas “luzes” sobre SEO (Search Engine Optimization). Confira aqui o meu último artigo, especialmente focado neste assunto, e conheça o essencial!

Marketing de Conteúdo… o quê, porquê e quando!

Marketing de Conteúdo… o quê, porquê e quando!

Antes de mais, para que possamos planear e implementar a sua estratégia de Marketing de Conteúdo, convém ter alguns conhecimentos base… primeiro que tudo, há que entender:

  • O que é o Marketing de Conteúdo?
  • Porque é que o Marketing de conteúdo é importante para a sua empresa?
  • Quando deve começar a investir no Marketing de Conteúdo?

Relativamente às primeiras duas questões, já publiquei anteriormente um artigo onde refiro, não só, o que é o Marketing de Conteúdo, mas também a importância da implementação de uma estratégia deste tipo na sua empresa. Caso ainda não tenha conferido, poderá fazê-lo neste link!

No entanto, e muito resumidamente, considere o Marketing de Conteúdo como uma forma de construir confiança, atrair e reter o seu publico específico, através da criação e publicação de conteúdo de qualidade, e de acordo com os princípios básicos de SEO!

No que diz respeito à terceira questão, a resposta é simples… ONTEM!

Efetivamente, da mesma maneira que deve começar a planear a promoção de um produto ainda antes de este ser lançado, o Marketing de Conteúdo não foge à regra. Pelo que deve começar a preparar a sua estratégia o quanto antes!

Deve ainda ter em conta o facto de o Marketing de Conteúdo tratar-se de uma estratégia a longo prazo. Assim, quanto mais depressa começar, mais rapidamente começará a construir a sua audiência, e mais cedo começará a converter a sua audiência em leads.

No entanto, para obter resultados, prepare-se para investir tempo, e talvez algum dinheiro (por exemplo, caso necessite de contratar um freelancer), mas essencialmente tempo! Tempo este que será investido no planeamento da sua estratégia, na criação de conteúdos, na promoção e divulgação dos conteúdos, na análise de estatísticas e, novamente, na otimização da sua estratégia. Está a visualizar o círculo?!

Antes de começarmos… e para o ajudar, criei um pequeno ficheiro do Microsoft Excel, com todas as perguntas que deve responder, e que pode utilizar como guia para a criação da PERSONA.  Para além disso, o ficheiro encontra-se preenchido com um caso de estudo, contendo também modelos para todos os restantes passos aqui descritos, o que o ajudará a construir a sua estratégia de uma forma mais efetiva. Faça aqui o download e envie-me uma mensagem, caso tenha dificuldades. Vamos lá?!

Definindo a sua persona…

Definindo a sua persona…

Então… em primeiro lugar temos de definir o seu “cliente”!

O que tem efetivamente de fazer, é criar um perfil fictício daquele que é o seu cliente… ou seja, criar a PERSONA daquele(a) que irá consumir o seu produto/serviço, e que será o destinatário(a) do conteúdo que irá criar.

O objetivo aqui é, através da identificação de uma série de parâmetros, atribuir um nome e uma cara à pessoa que será o cliente ideal. Resumidamente, a criação da PERSONA é dividida em três partes:

(1) Primeiro, identificamos os dados demográficos:

    • Nome;
    • Sexo;
    • Idade;
    • Grau Académico;
    • Estado Civil;
    • Área de Residência;
    • Etc…

(2) Segundo, respondemos a uma série de questões que identificam, de forma detalhada, a PERSONA:

    • Quais são os seus medos?
    • Quais são as suas dores/frustrações?
    • O que a deixa realmente chateada?
    • Quais são os seus desejos mais secretos?
    • O que é mais importante para ela na contratação dos seus serviços/produtos?
    • Quem influencia e como funciona o seu processo de decisão?
    • Ela já conhece os seus serviços/produtos?
    • O que é que ela perde se não contratar os serviços/comprar os seus produtos?
    • Etc…

(3) Por último, mas não menos importante, identificamos o seu comportamento nas diferentes medias:

    • Qual é o seu comportamento no computador?
    • Qual é o seu comportamento nos dispositivos móveis?
    • Qual é o seu comportamento noutros medias?

Como pode ver, depois de ter criado a sua PERSONA, irá ficar com um conjunto de informação bastante completo, sobre o dia a dia e comportamento daquele que é o seu cliente ideal, e que será bastante útil no restante processo de criação da sua estratégia. Por exemplo, baseado nesse perfil que acabou de criar, pode:

  • Identificar facilmente questões e temas que esta pessoa tem regularmente. Algo bastante útil para identificar tópicos para a criação de conteúdos.
  • Se pretender fazer Advertising, seja no Facebook, Google, Linkedin, ou outro, conseguirá direciona-lo de forma mais eficiente o que, por consequência, resultará num maior rácio de conversão.
  • Consegue identificar, facilmente, grupos, canais, comunidades e outros medias onde pode divulgar o seu conteúdo.

Já definiu a sua PERSONA?! Então passemos à fase seguinte…

Definindo as suas metas e objetivos…

Definindo as suas metas e objetivos…

O passo seguinte passa, não só, por definir a sua meta principal e os seus objetivos, mas também, por identificar quem é que vai integrar na sua equipa de Marketing de Conteúdo, e quais as tarefas que correspondem a cada individuo.

Com a sua PERSONA definida, é agora altura de olhar para aquilo que quer atingir com a sua estratégia de Marketing de Conteúdo. Ou seja, de uma forma global, deverá definir quais são os objetivos que tenciona alcançar. Para além de outros aspetos, este passo é extremamente importante para que, essencialmente, possa analisar a eficiência da estratégia implementada. Assim, deverá definir:

  • Qual será a duração da minha campanha?
  • Qual é a minha maior meta?
  • Quais são os meus objetivos?
  • Qual será a frequência dos conteúdos?
  • Desejo fazer Advertising?
    • Se “Sim”, qual é o meu orçamento mensal?
    • Se “Sim”, quais são os canais?

Continuando… é nesta fase que também deverá identificar quais são os recursos humanos que tem disponíveis, e atribuir determinadas tarefas, para que cada um esteja focado naquilo que é o seu trabalho dentro da estratégia. Após identificar as pessoas que o ajudarão, deve atribuir, pelo menos, as seguintes tarefas:

  • Quem vai pesquisar por temas/tópicos para conteúdos?
  • Quem será o(s) criador(es) de conteúdos?
  • Quem será responsável pela edição e revisão de conteúdos?
  • Se existir Advertising, quem será responsável pela gestão?

Bem… agora que já sabe o que quer alcançar e quem vai fazer o quê, é altura de continuarmos!

Identificando as suas Keywords e tópicos…

Identificando as suas Keywords e tópicos …

Então vamos lá para o próximo passo! E agora vamos necessitar de fazer um pouco de pesquisa…

Aqui o objetivo passa por construir uma lista de Keywords que, obrigatoriamente, esteja diretamente relacionada com os conteúdos que quer produzir. Para o fazer tem, de alguma forma, “encarnar” a PERSONA que identificou na primeira fase deste processo.

Após “vestir” a personagem, aconselho a identificar um máximo de 10 termos de pesquisa, que a sua PERSONA utilizaria para encontrar os seus serviços e/ou produtos. Ou seja, o que é que ela vai ter de pesquisar, por exemplo no Google, para encontrar os seus conteúdos?

Não se esqueça que olhar da perspetiva da PERSONA é bastante importante. Nomeadamente, para que possa identificar termos que respondam, que se enquadrem e que se identifiquem, diretamente, com as suas necessidades.

Ainda, para o ajudar neste trabalho, aconselho a utilização de uma, ou de ambas, das seguintes ferramentas:

Ambas as ferramentas vão permitir-lhe analisar algumas métricas relacionadas com os termos de pesquisa, e que podem ser bastante úteis para a sua decisão. De entre destas destacamos:

  • Volume de pesquisas mensal
  • CPC (Cost per Click)
  • PD (Paid Difficulty)
  • SD (SEO Difficulty)

Para além disso, o UBERSUGGEST irá permitir-lhe visualizar termos relacionados com o que está a pesquisar, assim como o comportamento de alguns sites com termos relacionados.

De forma adicional, podemos desde já criar uma lista de Tópicos, para os conteúdos que vamos produzir.

Uma forma simples de o fazer é, por exemplo, criar uma conta na plataforma QUORA e pesquisar pelos termos identificados anteriormente. Por exemplo, se um dos nossos termos for “o que é seo” obtemos tópicos tais como:

  • O que é SEO e para que serve?
  • O que é SEO?
  • O que é SEO de imagem?
  • O que é SEO em marketing digital?
  • O que é o SEO e como ele funciona?
  • Entre muitos outros…

Experimente também utilizar o PINTEREST… e utilize estes tópicos como forma de inspiração para os seus conteúdos…

Planeando os seus conteúdos…

Planeando os seus conteúdos…

Por fim, chegámos ao momento de planear os conteúdos, assim como a sua cadência e meios de publicação. Basicamente, vamos “pegar” na lista de tópicos, que identificámos anteriormente, e definir os conteúdos que vamos criar a partir desses tópicos.

Bem, mas devemos ter alguns cuidados… os tópicos que vamos “construir”, para além de serem a base dos conteúdos, são também os títulos finais, que vão acompanhar os respetivos conteúdos aquando da sua publicação. É simples… se preferir, confirme o ficheiro que aqui disponibilizo e veja o que estou a referir!

Resumidamente, tenha o cuidado de:

  • Manter os tópicos entre os 30 e os 60 caracteres, ou não ultrapassar um máximo de 8 palavras (apesar de 6 palavras ser o recomendado); e
  • Não se esqueça de Incluir a Keyword no seu tópico.

Por exemplo, vejamos este conteúdo que está a ler… o termo principal do conteúdo é “Marketing de Conteúdo” e o título é “Como planear uma estratégia de Marketing de Conteúdo?” – que apesar de já estar no tal limite de 8 palavras, encontra-se dentro dos limites dos caracteres, contendo apenas 53. Além de a Keyword estar incluída no título!

Apesar de a produção de conteúdos não ser o foco deste artigo, deixo-lhe também mais uma pequena dica… não se esqueça de incluir, ocasionalmente, o termo de pesquisa no corpo do seu conteúdo, assim como, de utilizar alguns sinónimos do termo!

Relativamente aos tipos de conteúdos, aqui vou ser breve! Isto porque o artigo já vai um pouco longo, e também acredito que já sabe que tipos de conteúdo é que são consumidos mais regularmente.

Aqui tudo depende muito da sua disposição, do seu tempo, e dos seus recursos, mas a lista de possibilidades é vasta:

  • Texto;
  • Vídeo;
  • Fotografia;
  • Infográficos;
  • Podcasts;
  • Apresentações;
  • Etc…

No entanto, considere qual é o melhor formato para o seu conteúdo! Por exemplo, se concluir que a sua PERSONA é uma consumidora voraz de YouTube, considere fazer os seus conteúdos maioritariamente em vídeo.

No entanto, independentemente de o conteúdo ser publicado em vídeo, podcast, ou outro formato que não seja texto, faça-o acompanhar sempre de um resumo, onde possa incluir as Keywords chave!

Para além disso, considere reaproveitar conteúdo para outros formatos. Por exemplo, se já tem alguns conteúdos publicados no seu blog, considere resumi-los num script e fazer um vídeo… fica a dica!

E penso que por agora é isto! Não se esqueça que tem disponível neste link um documento de trabalho que partilho consigo, e que o pode ajudar bastante neste processo.

Se achou este artigo interessante, subscreva aqui as nossas notificações e, se tiver alguma sugestão ou questão, envie-nos mensagem!

Até breve…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll Up